É ALARMANTE O NÚMERO DE FOCOS DO MOSQUITO DA DENGUE ENCONTRADOS EM OURO BRANCO

Mosquito da dengue

O blog  Quipauá apurou que é alarmante o número de focos do mosquito da dengue encontrados em nossa cidade. No dia 13 de março foi iniciado o LIA – Levantamento do Índice Amostral – em Ouro Branco sendo que o mesmo foi finalizado no dia 16  de março. Foram inspecionados 220 imóveis no LIA, sendo que em 38 imóveis foram encontrados focos do mosquito Aedes aegypti, ou seja, 17,2% de infestação. O número é altíssimo.

O LIA é uma pesquisa que é realizada em 10% dos imóveis do município, e a partir desses dados é possível detectar o número de focos como também a sua distribuição na área pesquisada. Para a população entender melhor, como o índice de infestação ficou em 17,2%, isso significa que a cada 100 imóveis pesquisados aqui em Ouro Branco, 17 imóveis foram encontrados focos do mosquito da dengue. Na sua grande maioria os focos são encontrados em cisternas, tanques, tambores e caixas- d`água.

Segundo o Ministério da Saúde, abaixo de 1% a condição é satisfatória, entre 1% e 3,9% a situação é de alerta, já superior a 4% há risco de surto de dengue. Somente para lembrar, Ouro Branco está com 17,2% de infestação segundo dados do LIA realizado em março de 2017.

 

BORIS CASOY EXPÕE JOGO DE INTERESSE ENTRE POLÍTICOS E IMPRENSA

Boris Casoy decidiu falar pela primeira vez sobre sua polêmica saída da Record, em 2005. Na época, o veterano jornalista comandava o ‘Jornal da Record’, na emissora que já trabalhava há 8 anos. Em entrevista dada a Marcelo Bonfá, Casoy revelou detalhes do atrito que teve com o chefe, o bispo Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro atualmente.

“Eles interromperam meu contrato. Eles disseram que queriam mudar o jornal. O bispo Crivella me ligou um dia e disse: ‘Estive hoje com o ministro José Dirceu e ele me disse que só no jornal de ontem você fez cinco ataques a ele’. Eu disse: ‘Olha eu não fiz ataque nenhum’. O bispo então disse: ‘Pra mim isso não me interessa. Eles são o poder e nós temos interesses'”, declarou Casoy.

O jornalista foi até o presidente da emissora e reclamou sobre o episódio com o bispo. Em seguida, teve o contrato interrompido, segundo informa o RD1

Boris revelou que ele não foi o único a sofrer com a situação. “Ele querendo que repórteres entrevistassem ele e dizia: ‘Nós pagamos seu salário'”.

Atualmente o ‘JR’ é apresentado por Adriana Araújo e Celso Freitas.