SINAL DA VIVO ESTARÁ OPERANTE EM OURO BRANCO NAS PRÓXIMAS SEMANAS

A Agência Nacional de Telecomunicações divulgou relatório em outubro de 2017, computando 240.850.681 linhas de telefonia móvel em operação no Brasil. No Rio Grande do Norte, são 3.676.127, que aponta 105 linhas para cada potiguar. Projetando essa quantia, Quipauá estima que Ouro Branco já deva ter quase cinco mil linhas de celular. Mas esse número tende a aumentar com a chegada da operadora Vivo na cidade, o que deve ocorrer em breve.

Essa semana, representantes da empresa de telefonia Vivo estiveram no local onde serão instalados os equipamentos de transmissão de telefonia celular pela operadora e a instalação da torre deve iniciar semana vindoura.

A torre da Vivo ficará num terreno particular próximo à antena da Oi e está na etapa de autorização perante a Prefeitura de Ouro Branco para iniciar a instalação dos equipamentos. A torre terá cinquenta metros de altura e deve cobrir uma área de quinze quilômetros de raio, chegando a se sobrepor à cobertura da vizinha Várzea – PB e se aproximar da vizinha Jardim do Seridó – RN. O sinal da Vivo em Ouro Branco operará na tecnologia 3G e a operadora é conhecida pela qualidade da distribuição de Internet.

A Vivo é a marca comercial do Grupo Telefónica no Brasil e a Anatel computa que ocupe 31% das linhas de celular do Brasil. Quipauá avalia que a chegada da Vivo em Ouro Branco deva alavancar a utilização de celulares com dois chips. Os chips SIM da Vivo custam R$ 10,00 e comportam pacote de Internet.

GENILDO MEDEIROS NOMEIA NOVOS SERVIDORES APÓS ANOS SEM CONCURSO NA CÂMARA

O Presidente da Câmara Municipal de Ouro Branco, Genildo Medeiros, em observância ao Regimento Interno do órgão, valendo-se do artigo 20 da Lei Orgânica de Ouro Branco, após homologar o Resultado Final do concurso público executado por ele em 11 de janeiro de 2018, nomeou os primeiros candidatos do concurso para exercerem, em caráter efetivo, os cargos de Contador e Advogado. Esses novos funcionários públicos de Ouro Branco ficam convocados para até 28 de janeiro de 2018, apresentarem-se na Sede da Câmara Municipal de Ouro Branco, no horário de expediente, para tomarem posse nos respectivos cargos, mediante apresentação dos documentos cumprimento dos demais requisitos.

Na portaria de nomeação, Genildo Medeiros convoca o contador Iuri de Lucena Teixeira e o advogado Jonas Pablo de Araujo Costa. O cargo de Auxiliar de Serviços Gerais, cujo primeiro aprovado é Francisco Segundo de Sousa, ficará para ser convocado quando surgir a necessidade de contratação e quando o referido cargo estiver vago, conforme orientação manifestada no Relatório de Auditoria do TCE.

Os candidatos nomeados, após tomarem posse, se submeterão ao Regime Jurídico dos Servidores do Município de Ouro Branco e ao Regime Próprio de Previdência, se enquadrando na nova Organização Administrativa da Câmara. Os novos servidores estarão, por três anos, em estágio probatório. Essa é a segunda convocação de servidores para integrar o quadro de funcionários efetivos na Câmara de Ouro Branco desde a promulgação da Lei Orgânica em 3 de abril de 1990.

GENILDO MEDEIROS HOMOLOGA CONCURSO PÚBLICO DA CÂMARA DE OURO BRANCO

O Presidente da Câmara Municipal de Ouro Branco, Genildo Medeiros, em observância ao Regimento Interno do órgão, homologou o Resultado Final do Concurso Público nº 001/2017, da Câmara Municipal de Vereadores, para os cargos de Advogado, Contador e Auxiliar de Serviços Gerais. Os cargos são de provimento efetivos na Câmara, regulamentados pela Lei Complementar nº 2, de 18 de março de 2008. A homologação destina-se a prover os cargos conforme classificação em Resultado Final publicado pela CPCON e pela Câmara Municipal, a serem nomeados conforme surgimento de vagas e necessidade da administração.

O concurso da Câmara passou por avaliação de auditoria pelo TCE/RN, e em 16 de novembro de 2017 recebeu sugestão por ser julgado regular. O presidente da Câmara, Genildo Medeiros, conversou pessoalmente com os conselheiros do TCE que atestaram a regularidade do certame. Inicialmente a Câmara considerará a necessidade de convocação de Contador e Advogado, restando a convocação de Auxiliar de Serviços Gerais quando surgir necessidade de contratação e quando o referido cargo estiver vago.

O prazo de validade do Concurso é de dois anos, podendo ser prorrogável por igual período, nos termos do Edital de Concurso Público. A portaria de homologação é datada de 10 de janeiro de 2018 e foi publicada ontem no Diário Oficial da FECAM.