RESIDÊNCIA DE OURO BRANCO NÃO FOI ATINGIDA PELO APAGÃO DE HOJE

O apagão de hoje atingiu todos os lares de Ouro Branco, melhor, quase todos, exceto a residência 122 da Rua Tenente Manoel Cirilo. A casa é do empresário Naldinho Barros, que tem em suas bugigangas e geringonças um sistema renovável de energia elétrica.

Durante toda a noite do apagão, quem passava pela sua residência notava a diferença. O conforto era desde água gelada a completa iluminação das quase vinte lâmpadas da residência de Naldinho mesmo com o apagão de breu nas vizinhanças. Segundo o empresário o sistema lhe garantiria energia para todas as lâmpadas por mais de trinta horas. Se fosse para exigir outros confortos como assistir TV por assinatura ou mesmo utilizar ventilador para refrescar a noite de sono, o sistema de energia renovável de Naldinho Eletronsat promete pelo menos doze horas de autonomia, tempo suficiente para o reestabelecimento de qualquer pane elétrica. Quipauá lembra que um dos mais duradouro apagões que Ouro Branco já enfrentou foi de dez horas.

Naldinho explica que o sistema que ele instalou é montado com bateria e equipamentos do quotidiano e que pode ser acionado a qualquer momento, no interesse do proprietário. Para funcionar corretamente, o circuito elétrico da residência precisa ser desconectado do sistema elétrico da rua. O sistema renovável é integrado à rede elétrica da residência e opera com os mesmos aparelhos que já estão instalados, na mesma voltagem de operação (220 volts), mas para ser instalado legalmente precisa ser comunicado à companhia energética.

Se alguém se interessar, ele fornece a instalação e dispõe dos equipamentos. Para contato, Naldinho Eletronsat atende em domicílio pelos telefones (84) 988 161 920.

APAGÃO ATINGE OURO BRANCO POR CINCO HORAS

Um apagão atingiu Ouro Branco desde as 15h50. Outros 13 estados do Norte e Nordeste foram atingidos, devido a falhas em uma linha de transmissão de Belo Monte. O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) diz em comunicado que “uma perturbação” na rede nacional de distribuição de energia, chamada SIN (Sistema Interligado Nacional), causou o desligamento de 18 mil megawatts (MW) principalmente nas regiões Norte e Nordeste. Alguns locais do Sul, Sudeste e Centro-Oeste também foram afetados, passando por um desligamento total de 4.200 MW, mas o problema foi resolvido graças ao Esquema Regional de Alívio de Carga.

O ONS mostra a geração de energia no Brasil em tempo real, e como você pode ver, houve uma queda brusca pouco antes das 16h. Todos os nove estados do Nordeste sofreram com falta de luz. A distribuidora COSERN informa que todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte foram afetados. No Maranhão, todas as 217 cidades passaram pelo apagão e em Sergipe foram 60 cidades. Em Pernambuco, o apagão atingiu a capital Recife e outros municípios como Olinda, Caruaru e Petrolina. No Ceará, a capital Fortaleza ficou sem energia, assim como as cidades de Juazeiro do Norte e Sobral. Houve também falta de energia em estados da região Norte, incluindo Amazonas, Amapá, Pará e Tocantins.

Em Ouro Branco, cidadãos saíram às ruas, em decorrência do momento de desconexão com o mundo, para atualizar as conversas com familiares próximos. As praças Arlinda Medeiros e Aluizio Alves registraram presença de populares e os bares operaram quase que normalmente até a chegada de energia, às 20:30.