OVOS DE DINOSSAURO DE 70 MILHÕES DE ANOS SÃO ENCONTRADOS NA CHINA

 

Os ovos foram enviados para o museu local para identificar a qual espécie pertencem (Youtube/Reprodução)

Trabalhadores chineses encontraram cinco fósseis de ovos em um canteiro de obras na cidade de Foshan, na província chinesa de Guangdong, na última segunda-feira, segundo a Televisão Central da China (CCTV, na sigla em inglês). De acordo com o arqueólogo Qiu Licheng, do Guangdong’s Archaeological Institute, que recolheu as amostras, os ovos pertencem a dinossauros herbívoros que viveram há 70 milhões de anos. Os fósseis estavam encrustados em arenito a 7,5 metros do solo, e, apesar de três não estarem inteiros, dois estavam mais conservados e continham marcas visíveis de veias em suas cascas. Além de revelar características dos dinossauros, a descoberta pode ajudar a compreender como se deu a mudança climática e a evolução sedimentar da região, que, no passado, era uma bacia hidrográfica.

Os ovos têm em torno de 13,5 centímetros de diâmetro e foram enviados para o museu local para análise, com o objetivo de determinar a sua idade exata e a qual espécie pertencem. A descoberta também tem que ser validada por outros pesquisadores da área antes de ter os resultados científicos comprovados.

Ovos de dinossauros já foram encontrados na província de Guangdong em 1980 e em 2015, quando paleontólogos descobriram 43 desses fósseis. Por ter sido uma bacia hidrográfica, os pesquisadores acreditam que a região era utilizada para a proliferação de animais e, devido aos sedimentos, estes vestígios foram conservados.

“Há duas coisas especiais sobre a Bacia de Sanshui: ela é rica em minerais e rica em fósseis, como ovos de dinossauros do período cretáceo (entre 145 milhões e 66 milhões de anos atrás) ou fósseis de peixe do período Paleogeno (entre 65,5 milhões e 23 milhões de anos atrás). Essa descoberta é muito importante para a nossa pesquisa sobre a variação das mudanças climáticas ao longo do tempo e ambiente sedimentar”, disse Liu Jianxiong, geólogo chefe de Foshan à CCTV.

Fonte: VEJA.com

CONHEÇA ‘STEVE’, O NOVO EVENTO LUMINOSO CELESTE

 

Nova ‘aurora’ Steve, vista nos céus do Canadá. (Dave Markel Photography/Reprodução)

Graças a registros amadores, cientistas da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) descobriram um novo tipo de fenômeno celeste, um feixe de luz colorido que corta os céus verticalmente. O evento, que foi capturado por observadores de auroras boreais da província de Alberta, no Canadá, ainda não foi descrito cientificamente e, por enquanto, está sendo chamado de ‘Steve’.

O fenômeno chamou a atenção de cientistas da Nasa, da Agência Espacial Americana (ESA, na sigla em inglês) e da Universidade de Calgary, que viram as imagens compartilhadas em um grupo de observadores de auroras boreais no Facebook, no ano passado, e suspeitaram que o fenômeno jamais havia sido documentado.

Uma nova ‘aurora’?

As auroras boreais que conhecemos são formadas quando partículas eletricamente carregadas, emitidas pelo Sol, se aproximam do campo magnético da Terra e, em contato com a atmosfera de nosso planeta, interagem com os gases atmosféricos (como nitrogênio e oxigênio) produzindo as conhecidas luzes coloridas. Elas normalmente se caracterizam por faixas horizontais que brilham nas cores verde, vermelha ou lilás, vistas normalmente próximas aos polos Sul e Norte.

O fenômeno compartilhado nas redes sociais, no entanto, era mais parecido a uma “aurora de prótons” ou “arco de prótons” – mas como esse evento não pode ser visto pelo olho humano, os cientistas suspeitaram que se tratava de algo diferente. O físico Eric Donovan, professor da Universidade de Calgary, no Canadá, percebeu que o trio de satélites da missão Swarm, da ESA, que monitora o campo magnético de nosso planeta a 3.000 metros da superfície, havia capturado dados do momento em que o fenômeno foi visto da Terra.

“A temperatura saltou para 3.000°C e os dados revelaram uma faixa de gás de 25 quilômetros de extensão flutuando para o oeste a cerca de 6 quilômetros por segundo, enquanto a velocidade o outro lado da faixa era de 10 metros por segundo”, afirmou o físico Eric Donovan da Universidade de Calgary, no Canadá, em evento da missão Swarm, neste final de semana.

As observações da agência espacial europeia, somadas aos mais de cinquenta registros do fenômeno feitos por amadores, revelaram que ele é diferente de todas as “auroras” já vistas da Terra – e parece ser relativamente comum, já que os registros foram feitos entre outubro de 2016 e fevereiro de 2017.

“Em 1997, tínhamos apenas um sensor de imagens de todos os céus na América do Norte para observar a aurora boreal do solo. Agora nós temos fotografias da aurora tomadas do chão que coincidem com uma observação de um satélite, que permitem a análise. Acontece que Steve é realmente comum, mas não tínhamos notado antes. É graças a observações terrestres, aos satélites, à explosão de acesso a dados e a um exército de ‘cientistas cidadãos’ que pudemos documentá-lo.”, afirmou Donovan.

Os cientistas pretendem analisar mais dados e publicar os resultados em breve, mas, por enquanto, a rede de observadores de auroras boreais decidiu chamá-lo de ‘Steve’, uma brincadeira com o filme Os Sem-Floresta, de 2006, que chama de Steve uma criatura que jamais havia sido vista.

Fonte: VEJA.com

MESSI MARCA 500 GOLS PELO BARCELONA EM JOGOS OFICIAIS

Messi provoca a torcida do Real Madrid mostrando sua camisa 10

Lionel Messi fez neste domingo muito mais do que decidir o clássico contra o Real Madrid – o que não é pouca coisa. Com dois gols que anotou na vitória sobre o maior rival do Barcelona, o argentino chegou à marca de 500 gols em jogos oficiais pelo clube da Catalunha.

O primeiro gol oficial de Messi pelo Barcelona foi marcado no dia 1º de maio de 2005, em um jogo contra o Albacete – e recebendo um passe de Ronaldinho Gaúcho. De lá para cá, o argentino marcou mais 499 vezes em um total de 577 jogos oficiais, o que resulta na média de 0,86 por jogo.

Com os dois gols deste domingo, Messi chegou a 47 na temporada, superando com folga os 41 de 2015/2016. Ele já acumula nove temporadas consecutivas anotando pelo menos 41 gols.

OS 500 GOLS DE MESSI NO BARCELONA POR COMPETIÇÃO:

Campeonato Espanhol: 343

Liga dos Campeões da Europa: 94

Copa do Rei: 43

Supercopa da Espanha: 12

Mundial de Clubes: 5

Supercopa da Europa: 3

 

COREIA DO NORTE AMEAÇA AFUNDAR PORTA-AVIÕES DOS EUA

 

 

Testes com mísseis em Pyongyang, Coréia do Norte (KCNA)

A Coreia do Norte ameaçou afundar um porta-aviões dos Estados Unidos, neste domingo, para demonstrar força militar. Dois navios da Marinha japonesa se juntaram a um grupo dos EUA para exercícios no Mar das Filipinas, de acordo com o site FoxNews.com.

“Nossas forças revolucionárias estão prontas para combater um porta-aviões de propulsão nuclear americano com um único ataque”, informou o jornal Rodong Sinmum, do Partido dos Trabalhadores do país.

Na semana passada, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, prometeu uma “resposta esmagadora em caso de ataque” da Coreia do Norte. Em visita ao Japão, ele classificou o regime comunista de Kim Jong-un como a “ameaça mais perigosa e urgente para a paz e a segurança na Ásia Pacífico”.

O vice americano garantiu que o governo de Donald Trump vai manter o esforço com aliados como Japão, China e outras potências globais para exercer pressão econômica e diplomática sobre Pyongyang. Vestindo um uniforme militar verde, Pence discursou a bordo do porta-aviões USS Ronald Reagan, estacionado no Japão. Ele realiza uma visita de dois dias ao país depois de ter passado pela Coreia do Sul.

Fonte:VEJA.com

REFRIGERANTE DIET PODE AUMENTAR RISCO DE AVC E DEMÊNCIA

 

 

 

Pessoas que ingerem bebidas e refrigerantes diet diariamente são mais propensas a sofrer acidente vascular cerebral (AVC) ou desenvolver demência (como o Alzheimer). De acordo com estudo realizado pela Universidade de Boston e publicado recentemente na revista científica Stroke, a ingestão de apenas uma lata da bebida adocicada artificialmente por dia pode corresponder a um aumento de quase três vezes na propensão de desenvolver os problemas.

A pesquisa coletou dados de mais de 4.000 pessoas, divididas em dois grupos, por mais de 10 anos. O primeiro time era composto por 2.888 pessoas com mais de 45 anos (que foram estudadas para o caso do desenvolvimento de AVC), e o segundo contava com 1484 pessoas acima de 60 anos (estudadas para o risco de demência). As informações foram obtidas por meio de questionários feitos pelo projeto Framingham Heart Study (FHS), da própria universidade.

O estudo, liderado por Matthew Pase, do departamento de neurologia da Boston University School of Medicine e pesquisador do FHS, investigou a quantidade de bebidas diet e normal ingerida por cada participante entre 1991 e 2001. Esses dados foram comparados com o número de pessoas que, no mesmo período, sofreu algum derrame ou apresentou demência. O pesquisador encontrou foi que, neste intervalo, houve 97 casos de AVC e outros 81 de demência.

“É importante mencionar que ainda é prematuro afirmar, apenas com base em nossos estudos, que existe uma relação de causa e efeito entre a ingestão dessas bebidas e o desenvolvimento de AVC ou demência. De qualquer forma, nós aconselhamos as pessoas a serem mais cautelosas com o consumo destas bebidas”, afirma Pase. Ainda segundo o pesquisador, mais investigações são necessárias para delinear quais são os efeitos das bebidas adocicadas artificialmente no cérebro.

Fonte: VEJA.com

EXÉRCITO FOI SONDADO PARA DECRETAR ESTADO DE DEFESA, DIZ GENERAL

 

Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, comandante do Exército (Cristiano Mariz/VEJA)

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, revela em entrevista a VEJA que a instituição foi sondada e rechaçou a hipótese de apoiar a decretação de estado de defesa nos dias tensos que antecederam o impeachment de Dilma. Villas Bôas não diz quais foram os políticos que fizeram a consulta, mas reconhece que as Forças Armadas ficaram “alarmadas” com a perspectiva de serem empregadas para “conter as manifestações que ocorriam contra o governo”. “Nós temos uma assessoria parlamentar no Congresso que defende nossos interesses, nossos projetos. Esse nosso pessoal foi sondado por políticos de esquerda sobre como nós receberíamos uma decretação do estado de defesa”, afirmou Villas Bôas. Na entrevista a VEJA, o comandante do Exército também manifesta também preocupação com o “perigo” de surgir no país líderes populistas com discursos “politicamente incorretíssimos, mas que correspondem ao inconformismo das pessoas”.

Fonte: VEJA.com

PAISAGENS SERIDOENSES

Fabrício e Reinaldo na Pedra do Avião

A Pedra do Avião fica localizado no sítio Maracujá, município de Caicó-RN. No local onde fica a Pedra do Avião existe também outras formações rochosas belíssimas, além do Poço dos Cavalos que fica próximo da Pedra do Avião. O Poço dos Cavalos é uma construção artificial em cima de um grande lajedo e que armazena água durante um bom período.

O sítio do Maracujá tem uma área muito grande de caatinga preservada, pois Doutor Araújo, proprietário do sítio do Maracujá, nunca desmatou nem tampouco deixa ninguém derrubar nenhuma árvore.

STF DECLARA SPORT CAMPEÃO BRASILEIRO DE 1987

 

 

Time do Flamengo campeão da Copa União/87

Não foi uma partida de futebol, mas, por três a um, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou o Sport campeão brasileiro de 1987. Para os torcedores, alguns presentes ao plenário, o julgamento foi tenso voto a voto, como se fosse mesmo uma final de campeonato. A maioria dos ministros da Primeira Turma da mais alta corte do país decidiu que é válida a decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de 1987, que declarou o Sport Club do Recife vencedor do torneio, e a decisão judicial do ano seguinte, que confirmou o título.

A decisão foi tomada em um recurso apresentado pelo Flamengo reivindicando o título do Campeonato Brasileiro de 1987. O time recorreu da decisão judicial que proclamou o Sport dono do título. Alegou, ainda, que em 2011 a própria CBF estendeu o título ao time rubro-negro. O relator, ministro Marco Aurélio Mello, flamenguista declarado, votou contra o time do coração quando o julgamento começou, em 2 de agosto do ano passado. Argumentou que a declaração tardia da CBF não tinha validade, porque o Judiciário já tinha definido a questão antes.

Nesta terça-feira, quando o tema voltou ao colegiado, Luís Roberto Barroso, que também é flamenguista, votou pelo compartilhamento do título entre os dois clubes. Para ele, as duas decisões da CBF eram válidas. Mas os ministros Rosa Weber e Alexandre de Moraes concordaram com o relator, encerrando a polêmica.

O Flamengo se manifestou anunciando que aguardará a publicação da decisão para avaliar se caberá novo recurso.

Fonte: O Globo

PESQUISA DA UFRN COMPROVA INCIDÊNCIA DE CÂNCER PELA INGESTÃO DE ÁGUA EM MUNICÍPIO DO RN

O semiárido brasileiro abrange uma área de 974.752 km2 dos quais 86,5% ficam no Nordeste. Os rios, em sua maioria, são intermitentes. As chuvas, irregulares, concentram-se em poucos meses do ano, e a evapotranspiração – perda de água de uma comunidade ou ecossistema para a atmosfera – é elevada. Na região semiárida do nordeste brasileiro a escassez hídrica é uma realidade que deriva de aspectos climáticos, levando a sua população a enfrentar longos períodos de estiagem. Nesse contexto, a água de boa qualidade é escassa e representa um patrimônio natural de imenso valor socioeconômico.

O Rio Grande do Norte apresenta grande parte do seu território inserida na região semiárida brasileira, caracterizada pelo clima seco e quente, com chuvas que se concentram nas estações de verão e outono. Os solos são rasos, com ocorrência de vegetação do tipo xerófila, resistente a longos períodos de estiagem.

Diante desse cenário, foram construídos reservatórios, regionalmente chamados de açudes, para tentar amenizar as consequências da seca, que são utilizados para atividades de aquicultura, irrigação, lazer, pesca, entre outros. De acordo com a pesquisadora Viviane Amaral, do Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), estudos realizados nos principais reservatórios da região semiárida do Rio Grande do Norte revelaram sérios problemas de qualidade de água, incluindo a contaminação por metais. A pesquisa foi realizada somente pela UFRN, sem parcerias com outros órgãos. O objetivo principal do projeto é levar o conhecimento da universidade para as comunidades.

“Os resultados desses estudos indicam que a gestão inadequada de recursos hídricos pode ser o principal entrave para a conservação e uso sustentável dos mananciais disponíveis no semiárido brasileiro”, destaca a pesquisadora.

A boa qualidade da água deve ser mantida para garantir o uso de populações que dependem dela. De acordo com Viviane Amaral, como o cultivo de peixes e a pesca no Rio Grande do Norte são atividades de grande importância, uma vez que contribuem com a economia e geram renda para pescadores, aquicultores e a comunidade em geral, a situação requer maiores cuidados. “A perda da qualidade da água do açude, além de se tratar de um problema ambiental, é também um problema social, já que a saúde e a economia da comunidade são diretamente afetadas”.

Segundo a pesquisadora, medidas eficazes, sejam tecnológicas ou educacionais, precisam ser implementadas de maneira satisfatória para incentivar a conservação dos corpos d’água. “Dentro desta perspectiva, a pesquisa vem mostrando que a influência do fenômeno da radiação natural na saúde das populações que vivem nestas áreas de riscos. Ainda, não temos números, mas no prazo de dois anos, estaremos com todos os dados, os quais serão entregues aos órgãos responsáveis da sociedade civil”.

Diante deste panorama de problemas, a pesquisa foi direcionada para o município Lajes Pintadas/RN por ser o município com maior incidência de casos de câncer por ingestão inadequada de água, segundo a OMS.

Lajes Pintadas e a toxicologia de suas águas

Situado na mesorregião do Agreste Potiguar, a 135 quilômetros de Natal, o município de Lajes Pintadas tem uma população de 4.614 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010.

A cidade fazia parte do município vizinho chamado Santa Cruz quando o açude público foi construído no ano de 1953 com capacidade máxima de 6.000.000 m3 e a finalidade de abastecer a comunidade que se formava e não possuía água encanada, sendo castigada pela seca. O abastecimento por meio deste corpo hídrico foi imprescindível para fornecer matéria prima e condições para que a comunidade de Lajes Pintadas se estabelecesse. O açude supriu por muitos anos a população até o momento em que a adutora Monsenhor Expedito, que hoje abastece 23 localidades da região Agreste do estado, fosse liberada para o trecho do Trairi no ano de 2003.

A pesquisa realizada pela professora mostra alguns problemas enfrentados no município. “Um estudo prévio realizado pelo nosso grupo de pesquisa demonstrou que a população ainda depende do açude de Lajes para inúmeras atividades, como o abastecimento de água e pesca, já que a adutora ainda não chega às casas mais próximas ao açude”, esclareceu Viviane.

Outro ponto de fundamental importância é que no município existem afloramentos rochosos com a presença de ionizantes naturais que liberam o gás radônio e, consequentemente, o chumbo para o ambiente. Além disso, outro dado peculiar é que segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2010, Lajes Pintadas apresentou 415,2 casos de câncer num total de 4.614 habitantes. O número é superior ao registrado na capital do RN, que foi de 353,5 novos casos e tem 806.203 habitantes.

Os tipos de câncer mais comuns neste município são os de orofaringe, estômago e pulmão que, de acordo com a literatura, podem estar associados à contaminação por radônio, substância contida na água de algumas regiões do semiárido potiguar. A pesquisa mostra que esta alta incidência de casos de neoplasias na população de Lajes Pintadas pode estar associada à exposição à radiação natural e seus subprodutos como o radônio e os metais pesados que estão em grande proporção presente na água.

“Estudos prévios realizados na pesquisa identificaram um aumento na frequência de mutações cromossômicas em organismos indicadores expostos às águas do açude de Lajes Pintadas. Adicionalmente, foram identificados altos índices de radiação em 26 pontos distribuídos ao longo do açude e uma alta concentração de metais, em especial o chumbo”, explicou.

O estudo também expõe que estes valores foram significativamente maiores em períodos de grande escassez hídrica, como demonstrado em uma série de trabalhos que avaliam poluentes em amostras de corpos d’água. Diante desta situação, estudos envolvendo o impacto dos agentes físicos e químicos, presentes nestas amostras de água, na saúde humana são de fundamental importância.

Fonte: Caicodigital