PLANTIO DE ALGODÃO RESISTE À SECA E É ALTERNATIVA DE AGRICULTORES NA PARAÍBA

Em tempos de seca, o plantio de algodão pode ser uma boa saída para os agricultores paraibanos. Uma parceria entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural  (Emater) e os agricultores tem tornado o plantio de algodão mais resistente e lucrativo no Estado, garantindo colheita em tempos de pouca chuva, em que outras culturas não estão rendendo bem.

Na cidade de Gurinhém, no Agreste paraibano, a Emater tem incentivado os agricultores ao plantio de algodão prestando consultorias e oferecendo treinamento. O investimento tem dado retorno. Em 2016, por exemplo, a agricultora Maria das Graças plantou milho, feijão, fava e algodão. De todas as culturas a mais resistente e que rendeu mais foi a de algodão.

“O algodão resistiu ao sol mais que os outros. Os outros eu colhi pouco, cinco ou seis sacas de milho. Feijão deu só uma saca. O que mais fiz foi o algodão”, disse ela.

Com o bom resultado, outras famílias de agricultores do município já estão preparando o roçado para o próximo plantio, este ano. O produtor rural Dionísio Oliveira teve bons lucros em 2016 e já quer plantar algodão novamente. “Eu plantei um hectare e colhi 853 quilos de algodão”, disse ele.

De acordo com a técnica da Emater, Angélica Cassia, o trabalho dos agricultores em parceria com a Emater tem dado certo. “Eles se sensibilizaram, aceitaram a propostas, aceitaram as técnicas de trabalhar com defensivos naturais, pensando no melhor para o meio ambiente. Tivemos o plantio do algodão consorciado com feijão, milho, fava e as barreiras de gergelim para evitar que as pragas viessem mais rápido para o plantio. Quase não tivemos incidência de bicudos e eles [os agricultores] tiveram uma safra muito favorável”, contou ela.

O algodão marcou a história econômica de Campina Grande, no Agreste paraibano, durante o século 20. O produto era bem exportado e chegava a ser chamado de “ouro branco”. Segundo a Emater, em 2016 foram produzidas 15 toneladas de algodão na região e vendidas para indústria têxtil de João Pessoa.

Com esses primeiros novos resultados, o diretor técnico da empresa, Wlamike Paiva, faz planos para exportar algodão, ampliando também a área de plantio e distribuição de sementes para os produtores paraibanos.

“Estudamos e encontramos um mercado muito promissor e aí a gente colocou os agricultores para discutir com esse mercado. Então os representantes da empresa vieram discutir e isso foi muito importante. Através dessa discussão surgiu um contrato de compra e venda com preço justo”, explicou ele.

Ainda em Gurinhém, pelo menos 17 famílias já se preparam para o plantio de algodão em 2017. “A gente espera que este ano o plantio de algodão melhore. A gente tem mudas, produtores e terras para o plantio de algodão”, disse o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais local, Marinaldo da Silva.

FONTE: G1/PB

 

PEQUENO RESUMO DA HISTÓRIA DE MANOEL TAVARES DA COSTA (FAZENDA DESTERRO, OURO BRANCO)

 

Manoel Tavares da Costa nasceu no ano de 1747, era filho do português José Tavares da Costa e de Joana Batista de Araújo (neta da índia Custódia). Foi um fazendeiro muito rico e tinha também vários escravos. Manoel Tavares da Costa contraiu núpcias no final do século XVIII com a pernambucana Josefa Rodrigues da Silva, sendo que o casal fixou residência na fazenda Desterro, município de Ouro Branco, na primeira década do século XIX. Teve o casal catorze filhos, são eles: Inácio Tavares da Costa, Carlos Tavares da Costa, Manoel Tavares da Costa Júnior, Francisco Tavares da Costa, Antonio Tavares da Costa Sobrinho, Pio Tavares da Costa, Victor Tavares da Costa, José Borges da Costa, José do Vale Batista, Paulo Tavares da Costa, Inácia Maria da Fé, Sebastiana Tavares da Costa, Maria do Carmo Tavares e Luíza Rodrigues da Silva. Todos deixaram uma vasta descendência, principalmente, em Ouro Branco e Várzea -PB. Manoel Tavares da Costa faleceu no ano de 1829, na fazenda Desterro, como consta no assentamento de óbito abaixo da Matriz de Nossa Senhora Sant´Ana:

 

“Aos vinte e seis de Novembro de mil oito centos vinte nove, na fazenda Desterro desta Freguesia, faleceo com os Sacramentos, da moléstia da languidez na idade de oitenta e dois annos Manoel Tavares da Costa, casado com Josefa Rodrigues da Silva, seu cadáver involto em branco foi encomendado Solenemente por mim que para constar fiz este Assento e assigno. Sepultado na Matriz do Seridó.

                                                                                            Vgr°. Francisco de Brito Guerra”

Para mostrarmos a importância de Manoel Tavares da Costa no que diz respeito a sua descendência aqui em Ouro Branco e Várzea, um dos seus catorze filhos, Paulo Tavares da Costa, nasceu no ano de 1810, e casou na década de 1830 com a bisneta do capitão Domingos Alves dos Santos (dono da fazenda Lajes), Ana Rosalina de Bitencourt, teve o casal dezenove filhos, são eles: José Soares da Costa (descende a família Soares), Pedro Paulo da Costa Filho (descende a família Pedro e Figueiredo), Alexandre Fernandes da Costa, Eliseu Genuíno da Costa (Velho Eliseu), Antonio Fernandes da Costa (descende a família Sitonio), Manoel Fernandes da Costa, Amaro Leopoldino da Costa ( descende a família Ramalho), Laurentino Leopoldino da Costa, Paulino Tavares da Costa (Paulino Tetéu), João Paulo da Costa, Teodora Rosalina de Bitencourt, Josefa Rosalina de Bitencourt, Antonia Rosalina de Bitencourt, Joaquina Bitencourt, Rosa Rosalina de Bitencourt, Maria Olindina do Amor Divino, Maria Rosalina de Bitencourt, Paula Rosalina de Bitencourt e Isabel Rosalina de Bitencourt.

A maioria dos dezenove filhos de Paulo Tavares da Costa e de Ana Rosalina de Bitencourt deixaram muitos descendentes em Ouro Branco e Várzea.

José Fabrício de Lucena (hexaneto de Manoel Tavares da Costa).

GOVERNO DO RN ANUNCIA PAGAMENTO DO 13º E SALÁRIOS DE DEZEMBRO

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta quarta-feira (4) que conclui na próxima terça (10) o pagamento do 13º salário do funcionalismo. De acordo com a Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan), 26.656 servidores ativos, inativos e pensionistas que ganham acima de R$ 4 mil recebem o complemento do benefício, totalizando uma soma de R$ 75,2 milhões. Os servidores deste grupo já haviam recebido uma parcela de R$ 4 mil no dia 30 de dezembro. Já os salários do mês de dezembro serão pagos na próxima quarta (11), segundo o Governo, para os servidores que recebem até R$ 3 mil.

Ainda de acordo com a Secretaria Estadual de Planejamento, os 24.122 servidores ativos da Educação e dos órgãos da administração indireta que possuem receita própria já receberam os salários de dezembro no último dia 28, montante igual a R$ 49,4 milhões.

Somando o complemento do 13º salário aos vencimentos pagos referente a dezembro, o Governo está injetando na economia do Estado aproximadamente R$ 210 milhões. “As demais faixas salariais serão pagas, sem distinção entre ativos, aposentados e pensionistas, a partir da disponibilidade de recursos”, informou o governo.

FONTE: G1/RN

PREFEITURA DE OURO BRANCO INSTITUI LEI QUE PROTEGE O CARNAVAL DE RUA E SUAS TRADIÇÕES CULTURAIS

A prefeita de Ouro Branco, Drª Fátima, sancionou a Lei Municipal nº 886, de 28 de dezembro de 2016, que institui normas de proteção e estímulo à preservação do Carnaval de Rua e suas tradições culturais no município. O projeto de lei foi de autoria do vereador Celso Garofa, líder do PMDB na Câmara, que após alguns aperfeiçoamentos pelo Legislativo, recebeu aprovação unânime na Casa.

Agora, pela lei, a prefeitura municipal poderá promover o carnaval de rua de Ouro Branco, inclusive alocando orçamento para o evento. A lei ainda reconhece como principais manifestações culturais do Carnaval de Rua de Ouro Branco os Papangus, a Orquestra de Frevo e a cerimônia de escolha da Rainha e do Rei Momo.

A realização do carnaval de rua de Ouro Branco, conforme estabelecido na lei, fica condicionada à participação popular, através da instituição de um Conselho de Foliões de Ouro Branco, composto por representantes do poderes executivo e legislativo e representantes dos blocos carnavalescos da cidade. Pela lei, o Conselho de Foliões de Ouro Branco elaborará um plano de execução do carnaval, com propostas a serem executadas pelo poder público, dentro da possibilidade orçamentária da Prefeitura Municipal, podendo firmará parcerias com instituições privadas para realização.

A Lei do Carnaval se integra ainda com o Sistema Municipal de Cultura de Ouro Branco, instituído pela Lei Municipal nº 809, de 3 de dezembro de 2013, e com o Calendário Cultural do Município. Ponto para os poderes municipais, que se firmam como responsáveis pelas melhorias à população.

NOVA TEORIA: TITANIC AFUNDOU POR INCÊNDIO E NÃO PELO ICEBERG

Mais de 100 anos após o trágico incidente que matou mais de 1.500 pessoas em 1912, uma nova teoria diz que o Titanic não afundou apenas por ter colidido em um iceberg, mas sim porque um incêndio controlado enfraqueceu a estrutura da embarcação.

Segundo o jornalista Senan Molony, que dedica sua vida ao estudo do naufrágio, um incêndio no interior do navio começou três semanas antes de sua viagem inaugural, mais precisamente, enquanto estava no estaleiro de Belfast, na Irlanda. Como o fogo era passível de controle e os donos da embarcação não queriam assustar os passageiros — ou atrasar a viagem do navio que “jamais afundaria” —, eles ocultaram a informação e determinaram que nenhum funcionário falasse sobre o problema.

Para evitar que as pessoas vissem o que estava acontecendo, no dia do embarque em Southampton, na Inglaterra, o Titanic foi colocado do lado “intacto” no porto, deixando a marca das chamas para o lado do mar. Molony e os demais investigadores de sua equipe se baseiam em imagens inéditas da embarcação para comprovar sua teoria.

Em entrevista ao jornal The Independent, o jornalista afirma que “o fogo era conhecido, mas foi minimizado. Por isso, ele nunca deveria ter ido para o mar”. “Temos especialistas em metalurgia que afirmam que quando se atinge uma determinada temperatura contra o aço, ele se torna mais frágil, reduzindo sua resistência em até 75%”, destaca.

Por isso, quando o Titanic colidiu com um iceberg, seu casco estava fraco e não aguentou o impacto. “A investigação oficial sobre o Titanic definiu o naufrágio como um ato de Deus. Mas, isso não é uma simples história de um iceberg e um afundamento, mas uma tempestade perfeita de fatores extraordinários ocorridos ao mesmo tempo: o fogo, o gelo e uma negligência criminosa”, acrescentou.

Molony diz ainda que, mesmo se não houvesse a colisão no dia 14 de abril, o navio teria dificuldades para chegar a Nova York em decorrência de “fortes explosões” que ocorreriam em seu interior.

FONTE: VEJA.COM

NOVA CNH APROVADA PELO CONTRAN

A nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que começou a ser expedida segunda-feira, é bem diferente da anterior, de acordo com resolução do CONTRAN. A Resolução 598/2016, que regulamenta a produção e a expedição da CNH a partir de agora, estabelece novo leiaute e requisitos de segurança para o documento, dentre os quais cores diferentes e itens de segurança para evitar falsificações.

Visual da nova Carteira Nacional de Habilitação (Foto: Divulgação/Detran-SP)

Adicionalmente, uma novidade aparecerá nos documentos emitidos a partir de maio de 2017, segundo informou o Ministério das Cidades: um código bidimensional, conhecido como Código-QR, vai conectar diretamente a CNH ao Registro Nacional de Condutores Habilitados (RENACH), sem a necessidade de digitar as informações. O código será um quadrado impresso no verso inferior da CNH. O DENATRAN disponibilizará o sistema eletrônico para leitura do QR-Code, que fornecerá os dados do motorista, incluindo a fotografia, mas aplicativos genéricos de smartphone já conseguem fazer a leitura do elemento gráfico.

Quem tem carteira dentro da validade não precisará trocá-la pela nova antecipadamente e os procedimentos para obter ou renovar a habilitação continuam os mesmos. Em Ouro Branco, a população tende a buscar a 2ª CIRETRAN, na Central do Cidadão de Caicó, ou a CIRETRAN de Parelhas.

MUNICÍPIOS DO RN RECEBERÃO R$ 2,7 MILHÕES DE REAIS PARA O COMBATE AO AEDES

O Ministério da Saúde vai repassar R$ 2,7 milhões de recursos extras aos municípios potiguares para o combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Com o reforço financeiro, o Governo Federal pretende conter a proliferação do mosquito no verão, quando a alta da temperatura favorece a reprodução da espécie.

Serão repassados R$ 152 milhões a todos os municípios brasileiros e ao Distrito Federal. O recurso será liberado em duas parcelas: a primeira, no valor de R$ 1,6 milhão, de imediato; e a segunda, no valor de R$ 1,1 milhão, depois que os municípios fizerem levantamentos pedidos pelo Ministério e enviarem as informações. O prazo termina em 30 de junho.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, considera o recurso essencial para controlar o Aedes. “Os municípios vão poder concentrar ainda mais esforços no combate ao mosquito”, explica o ministro. “Os levantamentos de índices de infestação serão fundamentais para qualificar as ações de prevenção e controle do mosquito”, acrescenta.

Para receberem a segunda parcela, os municípios devem realizar o Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), se tiverem mais de 2.000 imóveis, ou o Levantamento de Índice Amostral (LIA), se tiverem menos de 2.000. As cidades sem infestação devem fazer monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa.

Estatísticas
Até 2016, haviam sido registrados no país 1.487.673 casos de dengue e 211.770 casos prováveis de zika. Respectivamente, 22% e 36% dos registros se concentram na região Nordeste, que em número de casos, fica atrás apenas do Sudeste. No Rio Grande do Norte, já foram registradas 25 mortes por chikungunya.

 

FONTE: G1/RN

 

SANTANA DOS MATOS TEM DUAS SESSÕES E EMPOSSA MAIS VEREADORES QUE VAGAS

A eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores da cidade de Santana do Matos, na região Seridó do Rio Grande do Norte, ocorrida neste domingo (1º), foi conturbada. Ocorreram dois eventos em locais diferentes, sendo um na própria Câmara e o outro na Casa de Cultura. A cidade, que tem nove cadeiras para vereadores, ao final do dia tinha 11 empossados.

De acordo com a secretária da Câmara da cidade, Margarete Costa, as sessões aconteceram em locais diferentes pois dois vereadores reeleitos estão proibidos de se aproximar da Casa Legislativa, pois são investigados pelo Ministério Público na Operação Infarto, deflagrada em setembro de 2016 para combater um esquema de desvios na Prefeitura e Câmara da cidade.

A investigação apontou valores repassados ilegalmente aos seguintes vereadores: Airton Ovídio de Azevedo, conhecido como Mago de Miro, e Edilson Lopes da Silva, conhecido como Bial. “A cerimônia teve que acontecer na casa de cultura onde eles podiam ir”, explicou Margarete Costa.

A primeira sessão aconteceu na Casa de Cultura com a presença de cinco vereadores, mas, segundo Margarete, todos os nove foram convocados. Mago de Miro, Bial, Naldinho, Kaká e Dedé de Básiaca estavam presentes e foram empossados. “Quando a cerimônia acabou, seguimos para a Câmara para a sessão com os outros quatro que não quiseram ir para a Casa de Cultura. Mas quando chegamos lá já estava acontecendo”, relatou Margarete.

Na Câmara, outros quatro vereadores eleitos foram empossados e dois suplentes tomaram posse no lugar dos dois investigados pelo MP. “A vereadora que presidia a sessão , Ana Macêdo, anulou a posse de Mago de Miro e de Bial e convocou os dois suplentes para serem empossados e assim formar o quórum para eleição do presidente da Casa”, relatou a secretária.

Mas ainda segundo ela, os dois suplentes não participaram da votação. “O vereador João Maria Cadó, do PSB, foi eleito presidente da Câmara da cidade com apenas quatro votos, o que não é permitido”, explicou. Os dois vereadores investigados pelo MP ingressaram com ação judicial requerendo os cargos no legislativo.

FONTE: G1/RN

LÍDERES DE MASSACRE EM MANAUS VÃO PARA PRESÍDIOS FEDERAIS

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou em entrevista coletiva na noite desta segunda-feira que os líderes do massacre que deixou pelo menos 56 mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, serão transferidos para presídios federais. Moraes está na capital do Amazonas para conversar com o governador do Estado, José Melo de Oliveira (Pros) sobre a matança que já é a segunda maior em presídios do país, desde o massacre do Carandiru, em 1992.

“O governo do Amazonas pediu a transferência. Vamos identificar as lideranças e atender o mais rápido possível”, disse ele. A presença da Força Nacional de Segurança no Amazonas foi descartada, em um primeiro momento.

“Não há necessidade da Força Nacional. Não há uma situação de insegurança pública. Houve uma situação dura, muitas mortes dentro do presídio, mas não extrapolou para fora, então não houve essa necessidade”, disse o ministro.

O ministro disse que os investimentos no sistema prisional está entre as prioridades para o Amazonas. “Penitenciária é prioridade. Aqui no Amazonas será possível o aumento de 1,2 mil vagas em penitenciárias, somadas as 3,6 mil vagas que vão ser disponíveis com uma Colônia Penal Agrícola e dois CDPs que devem ficar prontos este ano e solucionar a superlotação”.

Diversas rebeliões têm sido registradas em cadeias do país nos últimos anos, em meio a denúncias de entidades de direitos humanos sobre a superlotação e falta de funcionários suficientes nos presídios.

A ONG de direitos humanos Human Rights Watch pediu que autoridades brasileiras conduzam uma reforma no sistema prisional, considerado pela entidade como “um desastre de direitos humanos”.

Na semana passada, o governo federal anunciou o repasse aos Estados de 1,2 bilhão de reais, a maior parte destinada à construção de penitenciárias e melhoria da infraestrutura e serviços do sistema.

FONTE:VEJA.COM

COMEÇANDO O DIA 3/2017

Estamos na 1ª semana do ano de 2017, no calendário gregoriano, hoje é o 3º dia do ano. O sol nasceu no horizonte neste momento, às 05:16 da manhã. Nos últimos trinta anos, choveu em Ouro Branco 19 vezes no dia de hoje, sendo que a maior precipitação registrada foi uma chuva de 32 mm em 2010. Em 1990 foi o dia de hoje mais frio que já tivemos (com 21 °C), e em 2003 foi o dia de hoje mais quente (com 35 °C). Na ciência, hoje estamos no periélio, ou ponto em que a Terra está mais próxima do sol, estando a 147,1 milhões de quilômetros distantes de nossa estrela. Hoje, em 1983, inicia-se a transmissão do telejornal Bom Dia Brasil, pela Rede Globo. Em 1994 acontecia o último eclipse total do sol para o Hemisfério Sul, abaixo do equador. Neste dia, em 2010, a imprensa local registrava pela primeira vez uma chuva de granizo na cidade, que causou surpresa e medo na população. Pelo calendário Romano, hoje é Festa do Santíssimo Nome de Jesus.