web analytics

TENENTE AUGUSTO, UM HERÓI OUROBRANQUENSE

O sargento da polícia militar do Rio Grande do Norte, Augusto Azevedo de Souza, irmão de Dona Maria, mãe de Chico Galdino, era filho de Berlarmino Luciano de Souza e Silvéria Francelina da Conceição, ele ingressou na polícia militar em 1915.

Em 1925, o Governador do Rio Grande do Norte, José Augusto de Medeiros, a pedido do Presidente da República, Arthur Bernardes, enviou aproximadamente cem policiais – sargento Augusto fazia parte do contingente – que partiram do porto de Natal em um vapor no dia dois de dezembro de 1925 para combater ao lado das tropas do Exército, os revolucionários da “Coluna Prestes” no estado do Maranhão.

No Maranhão, os policiais potiguares foram cercados pelas tropas da Coluna Prestes na cidade de São José das flores, atualmente Timon, perto da capital do Piauí, Terezina. Houve um intenso tiroteio na noite de trinta e um de dezembro de 1925 que durou até às dez horas da manhã seguinte.

Nesse tiroteio, o sargento Augusto agiu com extrema bravura, no entanto, o mesmo foi alvejado com vários tiros e veio a falecer, sendo enterrado em primeiro de janeiro de 1926, às três horas da tarde, no cemitério de São José das Flores.

Postumamente, o sargento Augusto foi promovido pela sua bravura e altivez no campo de batalha a 2° tenente da polícia militar pelo Governador José Augusto de Medeiros, através de decreto governamental. Em 1939, o então Comandante Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o coronel André Fernandes de Souza, criou a biblioteca da corporação denominada de Tenente PM Augusto Azevedo, inaugurada em quatro de novembro daquele ano. Já aqui em Ouro Branco temos uma rua denominada de Tenente Augusto, em homenagem ao nosso herói. Abaixo, uma foto muito antiga do sargento Augusto:

Compartilhe nossas postagens por:

1 comment for “TENENTE AUGUSTO, UM HERÓI OUROBRANQUENSE

  1. Reinaldo
    30 de dezembro de 2016 at 07:21

    Outra matéria interessante

Comments are closed.