web analytics

FENÔMENOS CELESTES EM 2017: CHUVA DE METEOROS, ECLIPSE E SUPERLUA. CONFIRA DATAS!

Foto: © John Chumack/Getty Images / Fonte: MSN Notícias

O ano de 2017 será marcado por diversos fenômenos celestiais que vão encher os olhos de quem tem curiosidade sobre o tema. Chuvas de meteoros, eclipse, superlua… Veja a seguir a data de alguns dos principais eventos celestes que iluminarão o céu este ano. Fiquem atentos. Todos em órbita!

CHUVA DE METEORITOS

A chuva de meteoritos está prevista para ocorrer entre a noite do ano novo de 2016 até  5 de janeiro, sendo seu principal pico previsto para a noite do dia 3 de janeiro e a manhã do dia 4 – será possível ver até 40 meteoros caindo do céu neste período. Os meteoritos são restos do cometa extinto 2003 EH1

JÚPITER EM OUTRA POSIÇÃO

O maior planeta do nosso sistema solar estará mais próximo da Terra no dia 7 de abril. Iluminado pelo sol, Júpiter estará mais brilhante e poderá ser visto durante a noite. Com a ajuda de binóculos será possível ver também as quatro maiores luas: Ganimedes, Callisto, Lo e Europa

CHUVA DE METEOROS LYRID

Também conhecida como Lyrids de Abril, a chuva de meteoros costuma durar entre 16 e 26 de abril de cada ano. A chuva atinge uma maior intensidade na noite de 22 de abril e na manhã do dia 23, com a possiblidade de ver até 20 meteoros por hora. Os meteoritos são particulas de poeira do cometa C / 1861 G1 Thatcher, descoberto em 1861

CHUVA DE METEOROS ETA AQUARID

Os meteoros são das particulas do famoso cometa Halley, que se torna visível da Terra a cada 75-76 anos. O melhor horário para ver a chuva de meteoros Eta Aquarid é no início da manhã entre 6 e 7 de maio

SATURNO MUDA DE POSIÇÃO

Saturno será totalmente iluminado pelo sol ao se aproximar da Terra. O planeta anelado estará mais brilhante nesta época do ano.  Até mesmo um telescópio rudimentar dará uma boa visão do planeta e de suas luas no dia 15 de junho

SOLSTÍCIO DE JUNHO

O solstício de inverno no Hemisfério Sul e o solstício de verão no Hemisfério Norte poderão ser vistos nas regiões do Sul do Círculo Ártico até o Pólo Norte. Essas localidades contarão com o Sol da meia-noite. Já no outro lado da Terra não será possível ver a luz solar prevista para o dia 21 de junho

CHUVA DE METEOROS DELTA AQUARIDS

Produzida pelos detritos dos cometas Marsden e Kracht, a chuva de meteoros Delta Aquarid durará entre 12 de julho e 23 de agosto, cujos picos  serão em 28 de julho e 29. A melhor vista será de um local escuro, de meia-noite em diante

CHUVA DE METEOROS PERSEIDAS

Produzida a partir dos restos dos cometas Swift-Tuttle – observado pela primeira vez em 1862, as Perseidas são uma das melhores chuvas de meteoros devido à sua intensidde, que atinge até 60 meteoros por hora. A chuva pode ser observada anualmente entre 17 de julho e 24 de agosto. Mas no dia 12 de agosto e na manhã de 13 de agosto será possível observar uma maior quantidade de meteoros caindo do céu

ECLIPSE SOLAR TOTAL

2017 terá dois eclipses solares visíveis do Brasil. Um deve acontecer em 26 de fevereiro e outro em 21 de agosto. O primeiro eclipse será visível somente nas regiões mais ao sul do país, e o segundo apenas aos moradores do extremo norte. Leia mais

NETUNO MUDA DE POSIÇÃO

Netuno estará mais próximo da Terra e será visível durante a noite. No entanto, devido a uma enorme distância entre os dois planetas, ele aparecerá como um minúsculo ponto azul no dia 5 de setembro. É recomendado utilizar um telescópio para vê-lo melhor

CHUVA DE METEOROS DRACONID

É uma das menores chuvas de meteoros que existe. Os meteoros irradiarão da constelação do Draco. Ao cotrário da maioria das chuvas de meteoros, vistas em boa parte pela manhã, os Draconídeos serão mais visíveis durante a noite do dia 7 de outubro

CONJUNÇÃO DE VÊNUS E JÚPITER

Vênus e Júpiter, os dois planetas mais brilhantes do sistema solar, estarão bem próximos – com apenas 0.3 grau de distância, na noite de 13 de novembro. Serão vistos melhor no céu oriental logo antes do nascer do Sol

CHUVA DE METEOROS LEONID

Produzida a partir dos restos do cometa Tempel-Tuttle, a chuva de meteoros Leonid poderá ser vista após meia-noite de um local escuro entre 17 e 18 de novembro

SUPERLUA

Uma superlua aparece quando a Lua chega mais perto da Terra durante sua órbita elíptica, o que resulta em uma Lua maior e mais brilhante do que o habitual. Esse evento poderá ser observado em todo o mundo na noite de 3 de dezembro

SOLSTÍCIO DE DEZEMBRO

O solstício de dezembro marca o primeiro dia de inverno no Hemisfério Norte e o primeiro dia de verão no Hemisfério Sul. Este fenômeno poderá ser visto no dia 21 de dezembro

Compartilhe nossas postagens por: