web analytics

POSSIBILIDADE DE MUDANÇA NO QUADRO POLÍTICO DE JARDIM DO SERIDÓ

O jardinense Paulinho Filho, autor do Blog Barra Pesada, noticia que, caso a justiça acate o imediato pedido do cumprimento da pena do Deputado Estadual Dison Lisboa, afastando-o da Assembleia Legislativa por perda dos direitos políticos, o prefeito de Jardim do Seridó, José Amazan Silva poderá ser convocado para assumir o cargo de Deputado Estadual.

Barra Pesada sustenta que por ter o primeiro suplente de Dison Lisboa, Major Fernandes, mudado de partido ao se candidatar para Vice-Prefeito nas eleições de 2016, Amazan Silva seria legítimo interessado à vaga, por ser o suplente subsequente, já que o mandato pertence ao partido.

A situação se configuraria com o pedido do Ministério Público, em Goianinha, para iniciar execução da pena imposta a Dison Lisboa, comunicando aos órgãos da Justiça Eleitoral competentes sobre acórdão condenatório do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte que declarou sua inelegibilidade.

Quipauá reconhece a percepção do blogueiro jardinense, mas observa que o interesse de Amazan Silva depende de algumas condicionantes. Ao assumir a vaga de Deputado Estadual, a Lei Orgânica jardinense impõe a perda do seu cargo de Prefeito de Jardim do Seridó, no qual ele permanecerá até 2020, enquanto que como Deputado Estadual enfrentaria muita insegurança jurídica até 2018. Neste caso assumiria a prefeitura a Vice-Prefeita e, consequentemente, em caso de afastamento desta, assumiria, mesmo que provisoriamente, o Presidente da Câmara, Iron Junior, como diz a Lei Orgânica. Ainda deve ser considerado que as contas de Amazan, da campanha de Deputado, foram aprovadas, estando seguras, enquanto as de Prefeito foram desaprovadas, trazendo desconforto ao mandato atual. Somando-se a tudo, há a possibilidade de Amazan utilizar a condição de Deputado Estadual provisório para alavancar uma candidatura a esse cargo, em 2018.

José Amazan Silva não se pronunciou oficialmente sobre as possibilidades, mas Quipauá acredita que em qualquer direção escolhida por ele, a posição seria irreversível, sendo-lhe mais conveniente permanecer no atual cargo de Prefeito.

Compartilhe nossas postagens por: