web analytics

CADASTRO BIOMÉTRICO DE OUROBRANQUENSES SERÁ EM CAICÓ

A corte eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, aprovou a extinção e remanejamento de algumas Zonas Eleitorais (ZEs) do interior do Rio Grande do Norte, que inclui a 23ª Zona Eleitoral e abarca Ouro Branco. A alteração ajusta a Zona Eleitoral de Jardim para os parâmetros da Justiça Eleitoral. A nova regra prevê número mínimo de vinte mil eleitores para zonas eleitorais da Regiões Nordeste que abarquem municípios com densidade demográfica entre 15 e 30 habitantes por quilômetro quadrado e segundo dados do IBGE, Ouro Branco e Jardim do Seridó têm juntas pouco mais de dezessete mil habitantes.

Quipauá explica que as zonas eleitorais são regiões delimitadas, sob gerência dos cartórios eleitorais, que centraliza e coordena os eleitores domiciliados na correspondente localidade. No nosso caso, a 23ª Zona Eleitoral de Jardim do Seridó é composta pelos eleitores de Ouro Branco e Jardim do Seridó, seguindo a divisão territorial de comarcas estabelecida pela Justiça Estadual. Nela, informações do TRE-RN contam que há 14.698 eleitores aptos, somando os de Ouro Branco e Jardim do Seridó.

Quipauá levantou informações que a comarca de Caicó tem sob sua responsabilidade duas zonas eleitorais, a 25ª e a 26ª Zonas Eleitorais, por onde serão distribuídos os quatorze mil eleitores de Ouro Branco e Jardim do Seridó. A 25ª Zona Eleitoral é gerida pelo Juiz Luiz Cândido de Andrade Villaça, tem como Promotor Eleitoral Vicente Elísio de Oliveira Neto e está sob serviço do Chefe de Cartório Eleitoral Paulo Andre Silva Albuquerque. A 26ª Zona Eleitoral é gerida pelo Luiz Antônio Tomaz do Nascimento, tem como Promotor Eleitoral Diogo Maia Cantídio e está sob serviço do Chefe de Cartório Eleitoral Bonieck Batista Gomes. Esses serão os responsáveis pelas decisões da comarca de Ouro Branco, que passará às de Caicó, e possivelmente terá o eleitorado distribuído nessas duas Zonas.

Em termos práticos, para o eleitorado ourobranquense Quipauá avalia que haverá várias diferenças de procedimentos e dificuldades surgidas por essa mudança. Uma das dificuldades será para o recadastramento para biometria, que deve estar chegando ao colégio eleitoral de Ouro Branco no próximo ano, o que obrigará os eleitores a buscarem as novas zonas eleitorais em Caicó. Também para os novos eleitores, o alistamento eleitoral será em Caicó e os títulos serão emitidos por lá. Mais ainda, os registros de candidaturas para campanhas de Prefeito e Vereadores também deverão ser feitas em Caicó, bem como a posse dos novos eleitos em 2020. A apuração dos resultados também passará às sessões de Caicó e poderá atrasar um pouco o resultado oficial, já que Ouro Branco e Jardim do Seridó tenderá a entrar na lista de espera da coleta de votos. A única configuração imutável é para quem já tem título eleitoral e não pretende ser candidato, porque o voto continuará sendo captado nas escolas municipais, o Colégio Eleitoral da EMJONF e o Colégio Eleitoral da EEMC.

Compartilhe nossas postagens por: