RESIDÊNCIA DE OURO BRANCO NÃO FOI ATINGIDA PELO APAGÃO DE HOJE

O apagão de hoje atingiu todos os lares de Ouro Branco, melhor, quase todos, exceto a residência 122 da Rua Tenente Manoel Cirilo. A casa é do empresário Naldinho Barros, que tem em suas bugigangas e geringonças um sistema renovável de energia elétrica.

Durante toda a noite do apagão, quem passava pela sua residência notava a diferença. O conforto era desde água gelada a completa iluminação das quase vinte lâmpadas da residência de Naldinho mesmo com o apagão de breu nas vizinhanças. Segundo o empresário o sistema lhe garantiria energia para todas as lâmpadas por mais de trinta horas. Se fosse para exigir outros confortos como assistir TV por assinatura ou mesmo utilizar ventilador para refrescar a noite de sono, o sistema de energia renovável de Naldinho Eletronsat promete pelo menos doze horas de autonomia, tempo suficiente para o reestabelecimento de qualquer pane elétrica. Quipauá lembra que um dos mais duradouro apagões que Ouro Branco já enfrentou foi de dez horas.

Naldinho explica que o sistema que ele instalou é montado com bateria e equipamentos do quotidiano e que pode ser acionado a qualquer momento, no interesse do proprietário. Para funcionar corretamente, o circuito elétrico da residência precisa ser desconectado do sistema elétrico da rua. O sistema renovável é integrado à rede elétrica da residência e opera com os mesmos aparelhos que já estão instalados, na mesma voltagem de operação (220 volts), mas para ser instalado legalmente precisa ser comunicado à companhia energética.

Se alguém se interessar, ele fornece a instalação e dispõe dos equipamentos. Para contato, Naldinho Eletronsat atende em domicílio pelos telefones (84) 988 161 920.

Compartilhe nossas postagens por:

Autor: Francisco Segundo de Sousa

Um ateu marmanjo magricela alto e desengonçado, ranzinza, introspectivo e altruísta, porém nada simpático, por vezes arrogante, descuidadamente presunçoso, as vezes enganador, mas desinteressado em prejudicar alheios, tentando sempre ser confiável, mesmo que nem sempre crível.